O que é Psoríase? 2017-09-26T00:38:18+00:00

O que é Psoríase?

Nós explicaremos tudo para você

A psoríase é considerada uma doença sistêmica, inflamatória e autoimune, ou seja, é um o processo inflamatório que afeta principalmente a pele e articulações, e que pode atingir também outros sistemas e órgãos, levando a alterações metabólicas do colesterol, triglicérides, resistência a insulina, obesidade, risco cardiovascular, etc.

A psoríase é considerada uma doença sistêmica, inflamatória e autoimune, ou seja, é um o processo inflamatório que afeta principalmente a pele e articulações, e que pode atingir também outros sistemas e órgãos, levando a alterações metabólicas do colesterol, triglicérides, resistência a insulina, obesidade, risco cardiovascular, etc.

UMA EXPLICAÇÃO SIMPLES

O corpo humano não pára de produzir células que vão subindo pelas camadas da pele como se fossem uma fila andando, até serem eliminadas. Depois de cerca de um mês seu destino é um só: se soltar de nosso corpo e cair na forma de pó. Esse processo não é visível a olho nu, mas sim nós trocamos de pele pelo menos a cada 30 dias! Acredita-se que o ser humano elimina cerca de 3 quilos de pele “morta” por ano!

Em uma pessoa com psoríase, esse processo produção das células da pele é fora de controle e muito acelerado e a troca de pele acontece a cada 5 dias mais ou menos. O resultado é a vermelhidão por causa da inflamação e as escamas que são o acúmulo de pele morta na superfície da pele.

PSORÍASE

Uma doença crônica

É chamada de CRÔNICA a doença que não é resolvida num período curto de tempo, em média até 3 meses. Por exemplo, se você está com dor de ouvido ou uma diarreia persistente, você consulta um médico certo? Ele prescreve um medicamento e se for apenas uma inflamação ou uma virose, os sintomas vão passar em alguns dias correto? 

Na doença crônica não é assim. Os sintomas são persistentes e estão lá o tempo todo. Ou seja, não é uma doença que você simplesmente toma um remédio e melhora. Só lembrando que os sintomas a que me refiro no caso da psoríase são: vermelhidão e escamação da pele, coceira, caspa, desconforto e ardência no local das lesões, dor, etc. 

A psoríase ainda não tem cura, e suas causas envolvem vários fatores e alguns ainda são um mistério para a ciência. Por esse motivo os tratamentos atuais, principalmente com corticóides são ineficazes. 

PORQUE ISSO ACONTECE?

Doença autoimune é quando o sistema imunológico, responsável por defender nosso corpo de inimigos como bactérias, vírus, etc.ataca nosso próprio organismo. É como se houvesse um “defeito” na maneira como nosso sistema imunológico funciona e assim ele acaba gerando complicações e doenças como a psoríase por exemplo. Há várias outras doenças autoimunes como a esclerose múltipla, lúpus, vitiligo, etc.

A psoríase é uma doença Autoimune.

O nome IMUNObiológicos, vem daí. Refere-se aos medicamentos que agem no nosso sistema imunológico tentando “consertar o defeito” que está provocando a doença.

IMUNObiológicos

ARTRITE PSORIÁSICA

A psoríase pode afetar também as articulações e costuma aparecer alguns anos após o surgimento das lesões de psoríase. As pessoas que também têm artrite psoriásica geralmente têm alterações principalmente nas unhas causadas pela psoríase.

Os sintomas da artrite da psoríase são:

  • dificuldade para realizar movimentos;

  • inchaço e hematomas nas articulações;

  • dores nas articulações, na coluna e em alguns casos dores na nuca e tendinite.

HERANÇA GENÉTICA

Cada pessoa tem um código genético, o DNA que determina todas as características do seu corpo, desde a cor dos seus olhos até a estrutura dos seus órgãos. Essas características SÃO “PASSADAS” de pais para filhos ainda no momento da fecundação.

O material genético transmitido de pais para os filhos também podem carregar genes defeituosos ou modificados e por essa razão a pessoa pode vir a desenvolver doenças ao que damos o nome de doençasHEREDITÁRIAS. Diabetes, pressão alta, miopia, alergias e a psoríase entram nesta lista.

Mas vamos esclarecer que isso não é uma regra! Há filhos que jamais irão desenvolver a doença dos pais (ou avós) ao longo da vida. Uma pessoa que tem o pai ou a mãe com psoríase por exemplo tem a probabilidade de 25% de ter a doença.

Embora a ciência comprove que é uma doença hereditária e genética e psoríase pode ser desencadeada por vários outros fatores, como problemas emocionais e infecções. Por isso ainda é uma doença misteriosa e mal compreendida.

MULTIFATORIAL

A ciência ainda não descobriu o que exatamente desencadeia a psoríase, justamente por isso é uma doença difícil de ser tratada. Classificam a  psoríase como MULTIFATORIAL , ou seja, a psoríase pode surgir por diversos e diferentes fatores como ambientais, devido a infecções, medicações (como corticoide), herança genética, estresse físico e trauma emocional, etc. Também por isso o tratamento varia de pessoa pra pessoa. Por exemplo, o remédio que funciona para um, pode não funcionar para outro portador.

TIPOS DE PSORÍASE

PSORÍASE VULGAR

A forma mais comum da doença. É caracterizada por lesões de tamanhos variados, avermelhadas e com escamas secas, que surgem no couro cabeludo, joelhos e cotovelos.

PSORÍASE INVERTIDA

Nela, surgem lesões mais úmidas, localizadas em áreas de dobras, como na virilha e nas axilas.

PSORÍASE GUTATA

Este tipo afeta cerca de 10% das pessoas com psoríase – em sua maioria, crianças e adolescentes – e surge como pequenos pontos avermelhados que parecem gotas d’água espalhadas pelo corpo.

PSORÍASE UNGUEAL

Neste tipo da doença, surgem depressões puntiformes ou manchas amareladas principalmente nas unhas das mãos que acabam ficando fracas e doloridas.

PSORÍASE POSTULOSA

Aparecem lesões com pus nos pés e nas mãos ou espalhadas pelo corpo.

PSORÍASE PALMO-PLANTAR

As lesões aparecem como fissuras nas palmas das mãos e nas solas dos pés.

PSORÍASE ERITRODÉRMICA

O tipo menos comum das psoríases, com lesões generalizadas em 75% ou mais do corpo.

ARTRITE PSORIÁSICA

Aproximadamente 30% das pessoas com psoríase também desenvolvem artrite que causa dor, rigidez e inchaço nas articulações.

PSORÍASE DO COURO CABELUDO

Afetando entre 50% e 80% das pessoas com psoríase, este tipo é, na verdade, o mesmo da psoríase em placas. A psoríase do couro cabeludo pode ser muito leve, como também apresentar placas espessas, cobrindo todo o couro cabeludo indo até a testa, atrás do pescoço e ao redor das orelhas.

Ainda tem dúvidas? Escreva pra mim!

Avada WordPress Theme