96% DOS BRASILEIROS JÁ SOFRERAM DISCRIMINAÇÃO

País é o segundo que mais discrimina e humilha pessoas com psoríase moderada a grave

*post patrocinado – autor Novartis

Apesar da psoríase não ser contagiosa e de ser bastante incidente, a desinformação sobre a doença ainda é altíssima. De acordo com dados inéditos da pesquisa CLEAR, a maior já realizada sobre psoríase moderada a grave no mundo, 96% das pessoas com psoríase já foram humilhadas ou sofreram discriminação no Brasil, e 62% já foram questionadas se a doença era contagiosa.¹

A pesquisa CLEAR, realizada pela Novartis em parceria com associações de paciente no mundo todo, ouviu mais de 8 mil pacientes, de 31 países e provou que o preconceito contra as pessoas com psoríase afeta diversos aspectos da vida cotidiana dos pacientes, e que o preconceito por aqui é consideravelmente maior do que na médica global. No Brasil, por exemplo, 23% dos entrevistados tiveram um relacionamento terminado por conta da doença, e 56% dos pacientes sentem que a psoríase afeta suas relações afetivas.¹
E as barreiras enfrentadas por quem tem psoríase moderada a grave ainda vão além do preconceito e da humilhação. Encontrar informações precisas e tratamento médico adequado para psoríase também são dificuldades relatadas pelos pacientes. Os entrevistados no Brasil contaram que visitaram, em média, quatro diferentes médicos e tentaram ao menos quatro diferentes terapias até receberem um tratamento que proporcionasse pele sem lesão ou quase sem lesão
É importante saber que hoje, o objetivo do tratamento da psoríase é alcançar pele sem lesão ou quase sem lesão.² Vale ressaltar também que existem diversos tipos de psoríase, sendo a psoríase em placas a mais comum, que atinge cerca de 85-90% dos pacientes.² Em geral, um terço destes pacientes são diagnosticados com as formas moderada a grave, mais severas e complexas de tratar e que trazem um impacto ainda maior na qualidade de vida.³
Para se ter uma ideia dos desafios ligados ao tratamento da psoríase, aproximadamente três milhões de brasileiros já foram diagnosticados com a doença e estima-se que apenas 5% estejam em tratamento.4

Ainda assim, há mais esperança no Brasil, onde 68% dos pacientes com psoríase moderada a grave acreditam na possibilidade de uma pele sem lesão ou quase lesão, contra 45% no mundo.¹

A vida profissional dos pacientes brasileiros também é bastante afetada por conta da psoríase: 27% dos entrevistados foram transferidos a funções que têm pouca interação com outras pessoas e 28% relataram medo de perder o emprego.¹ Por fim, 33% ainda lidam com as “brincadeiras” dos colegas no ambiente de trabalho.¹
A pesquisa CLEAR traz à luz também o sofrimento psíquico que os pacientes com psoríase moderada a grave passam, muitas vezes de forma silenciosa. 64% dos entrevistados brasileiros relataram terem sido diagnosticadas com alguma condição psicológica resultante da psoríase, comparado a 38% no mundo. Destas, no Brasil, 53% sofrem com ansiedade e 32% com depressão.¹
Conheça e compare os principais resultados da pesquisa CLEAR no Brasil e no mundo pelo infográfico abaixo.

Arte para expressar sentimentos e sonhos de quem vive com psoríase

 A artista plástica Natalie Fletcher, que também tem psoríase, traduziu por meio de pinturas corporais algumas das angustias e esperanças relatadas pelos pacientes que participaram da pesquisa CLEAR. Clique aqui e confira o lindo trabalho da artista.
A pesquisa CLEAR mostra de forma precisa que os efeitos colaterais da psoríase podem ser tão prejudiciais quanto a doença em si. Informação é a arma mais poderosa para lidar com o preconceito e garantir uma melhor qualidade de vida a quem tem psoríase. Compartilhe!
Referências
1. Clear Psoriasis Patient Survey.
2. EMEA – CHMP. Guideline on Clinical Investigation of Medicinal Products Indicated for the Treatment of Psoriasis. Disponível em http://www.ema.europa.eu/docs/en_GB/document_library/Scientific_guideline/2009/09/WC500003329.pdf. Acesso em agosto de 2016.
3. Salgo R & Thaçi D. Treatment of moderate-to-severe plaque psoriasis. G Ital Dermatol Venereol. 2009 Dec;144(6):701-11.
4. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Psoríase: Doença afeta 3 milhões de brasileiros Disponível em http://www.sbd.org.br/psoriase-doenca-afeta-3-milhoes-de-brasileiros/. Acesso em agosto de 2016.
2018-09-22T11:46:18+00:00

Deixe o seu Comentário